Cursos disponíveis

Justificativa:

O Instituto Paulo Freire e a SAMSUNG dão início a uma experiência piloto inovadora visando a contribuir com o enfrentamento do analfabetismo no Brasil, associando alfabetização à formação da consciência socioambiental e à inclusão digital. Trata­-se do Projeto Alfabetização Cidadã: da digital ao digital. 

Apresentamos, a seguir, as informações básicas do projeto:

 Objetivos: 

Oferecer alfabetização a pessoas jovens, adultas e idosas, utilizando equipamentos de TV e celulares, promovendo cidadania, inclusão social e consciência socioambiental.

 Público Participante: 

O curso se destina a pessoas não alfabetizadas e àquelas que sabem ler e escrever um pouco, mas desejam aprofundar o conhecimento da leitura e da escrita. A prioridade é para pessoas analfabetas vinculadas a instituições que trabalhem de forma direta ou indireta com a dimensão da sustentabilidade (Cooperativas de reciclagem, ONGs de Meio Ambiente, instituições que atuam com economia solidária na área de artesanato, de produtos orgânicos, etc). Também são oferecidas vagas para familiares das pessoas que trabalham nessas instituições ou a pessoas não alfabetizadas que vivem no entorno das instituções parceiras do projeto.

Período de realização:

8 meses, de outubro de 2017 a junho de 2018.

 Jornada do alfabetizador:

10h semanais dedicadas às aulas presenciais com os(as) alfabetizandos(as) sendo 4 aulas de 2h30 (horário de funcionamento das turmas provavelmente será à noite, mas poderão existir turmas no período da manhã e da tarde);

10 horas semanais dedicadas à formação continuada, presencial e a distância, ao registro, sistematização das ações e avaliação processual dos alfabetizando/as, visitas a alfabetizando/as, se necessário, (as), planejamento e elaboração de atividades em local de livre escolha.

 Jornada do alfabetizando: 

Aulas duas vezes por semana: Turma 1: às segundas e quartas­ feiras. Turma 2: às terças e quintas­feiras. Cada aula terá a duração de 2 horas e 30minutos, totalizando 5h semanais para cada turma. Além das aulas, o alfabetizando deverá realizar atividades complementares semanalmente a serem feita em casa.